STF dá “chega pra lá” no MBL

Por Lucas Lyra

 

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta terça-feira (3), um pedido do Movimento Brasil Livre (MBL) para participar da sessão sobre candidaturas avulsas nas eleições de 2018, a ser realizado nesta semana na Corte.

O STF deve deliberar sobre a possibilidade de pessoas oficializarem candidaturas as eleições de 2018 sem necessariamente ter filiação partidária. O MBL pediu autorização para se manifestar durante a sessão como “amicus curiae”, ou amigo da corte, posição reservada a entidades que não estão entre as partes do processo mas podem contribuir para o debate.

Além de salientar sua importância para a mobilização popular quando do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o documento do MBL também declara que a candidatura avulsa é uma das “ideias norteadoras” do movimento.

Ao negar o pedido, Barroso declarou que o MBL não demonstra “representatividade adequada para o debate, de modo a que possa efetivamente contribuir para a solução da controvérsia, por deter experiência ou conhecimento qualificado sobre o tema”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *