Zarattini pede urgência na votação da PL sobre o abuso de autoridade

Por Letícia Valadares

O deputado Carlos Zarattini (SP), líder do PT na Câmara dos Deputados, pediu na quarta-feira (11), a urgência na votação do projeto de lei que deixa as punições para o abuso de autoridade no país mais rígidas. A cobrança aconteceu um dia após a Polícia Civil realizar uma operação de busca e apreensão na casa do filho adotivo do ex-presidente Lula, Marcos Cláudio, em Paulínia- SP, após uma denúncia anônima sobre uso de drogas, mas nada foram encontrado no local.

Zarattini disse que as autoridades judiciais  policiais fazem perseguição. “Nós estamos vendo, no Brasil, um verdadeiro abuso das autoridades judiciais e policiais que fazem perseguição às pessoas, às entidades, não só à política. A questão do abuso de autoridade atinge a toda a população”, analisou.

O deputado ainda citou, o caso do suicídio do reitor afastado da Universidade de Santa Catarina (UFSC), Luiz Carlos Cancellier, que foi investigado por suspeita de desvio de recursos. Além da invasão há uma escola do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), em novembro do ano passado.

“Nós queremos que o presidente [da Câmara]  Rodrigo Maia (DEM) coloque em votação, agora que ele já praticamente paralisou a votação das medidas provisórias, a lei de abuso de autoridade”, falou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *