Pressão aumenta por desembarque do PSDB do governo

Por Lucas Lyra

 

A pressão pelo desembarque do PSDB do governo só aumenta. Os atritos entre a cúpula tucana e a cúpula do PMDB devido as denúncias contra Temer tramitadas no Congresso, além das polêmicas reformas e Projetos de Lei enviados pelo Planalto, só deixam claro o eminente rompimento, defendido publicamente inclusive, desde dezembro, pelo lendário tucano Fernando Henrique Cardoso.

Neste domingo, o ex-presidente declarou a imprensa que apesar de continuar a favor da saída do PSDB do governo, e a consequente entrega dos ministérios que ocupa, a legenda deve apoiar os projetos da agenda econômica da equipe de Temer.

As opiniões de FHC dão munição a parte da base aliada de Temer, que visa um “reloteamento” da Esplanada dos Ministérios. PP, PR, PSD e políticos do próprio PMDB estão de olho no Ministério das Cidades, chefiado por Bruno Araújo (PSDB). Os tucanos também controlam o Ministério de Relações Exteriores e as Secretarias de Governo e de Direitos Humanos da presidência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *