Novo diretor-geral da PF desenha suas prioridades no cargo

Por Gabriela Mestre

Com supervisão de Lucas Lyra

O novo diretor-geral da Polícia Federal (PF) empossado pelo presidente Michel Temer (PMDB) nessa quarta-feira (8), Fernando Segóvia, prometeu ampliar o combate à corrupção não apenas pela Lava Jato, mas em todas as operações da PF. De acordo com ele, a ampliação diz respeito, também, a novas operações.

“Pode ter uma única certeza: que a corrupção nesse país ela é sistêmica, mas existe a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e vários outros órgãos que combatem a corrupção nesse país, e a gente pretende continuar cada vez mais fortes nesse combate”, declarou o nomeado de Temer.

Ele já começou a planejar mudanças na equipe da corporação, demonstrando preferência por profissionais experientes. A expectativa é que o diretor de Segurança Pública do Distrito Federal, delegado Sandro Avelar, ocupe o cargo de diretor executivo  do órgão.

Segóvia, que está na PF há mais de duas décadas, assinou o termo de posse nessa sexta-feira (10) no Ministério da Justiça, e protagonizará a cerimônia de posse no dia 20 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *