Itu foi a quinta capital do Brasil no dia da Proclamação da República

O presidente Michel Temer (PMDB) transferiu a capital do país por um dia na última quarta-feira (15), em comemoração ao dia da Proclamação da República. Apesar da pouca divulgação do acontecimento simbólico, a cidade escolhida foi Itu, no interior de São Paulo, marco do movimento republicano no país. Temer seguiu a sugestão de um amigo, que recebeu título de cidadão ituano no mesmo dia.

Na quarta-feira, o presidente Temer foi convidado a participar da entrega do título de cidadão ituano ao seu amigo e ex-sócio José Eduardo Bandeira de Mello, ex-vice presidente da Fiesp. Prontamente, Temer não apenas se deslocou para a cidade de Itu, como a nomeou como a quinta capital do país durante um dia, depois de Salvador, Rio de Janeiro, Brasília e Mombaça, no interior do Ceará, a qual vivenciou o mesmo rito de homenagem em 1989.

Temer destacou a simbologia da transferência da capital. Na cidade, ocorreu a Convenção Republicana de Itu em 1873, origem dos movimentos a favor da república no país. Dentre os participantes dessa reunião esteve o primeiro presidente civil do Brasil, Prudente de Moraes. Eles alcançaram o fim da monarquia em 1889.

O feito também foi significativo para o presidente em âmbito pessoal, já que Temer lecionou e trabalhou como diretor na Faculdade de Direito de Itu (Faditu). O presidente declarou, no mesmo dia, que o povo brasileiro tende ao autoritarismo, e defendeu que a homenagem ao movimento republicano seria uma fórmula de combater o centralismo.  A transferência de capitais ocorre entre estados brasileiros com frequência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *