FÓRUM NACIONAL: Governadores fecham apoio à Previdência para estados e municípios. Confira outras informações na coluna JPM desta terça-feira(06)

UNANIMIDADE

Por meio de uma carta, os governadores das 27 unidades da federação decidiram apoiar a proposta de Emenda à Constituição “paralela” à Reforma da Previdência que cria novas regras previdenciárias para estados e municípios cujo texto deve ser relatado pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Segundo o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, uma carta formalizando a decisão tomada pelo Fórum Nacional de Governadores, que está reunido em Brasília, será entregue ainda hoje ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Os governadores contam ainda com o compromisso de Alcolumbre de aprovar a proposta em um prazo de 15 dias, em troca de apoio ao texto.

SEGUNDO TURNO

Demonstrando otimismo, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse hoje que espera concluir a votação do segundo turno da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados até o início da noite de quarta-feira e, embora não tenha revelado a estratégia do governo, disse que trabalhará para garantir uma votação do mesmo tamanho do primeiro turno, quando a proposta teve 379 votos.

OPOSIÇÃO

O Partido dos Trabalhadores  defende  a obstrução da votação em segundo turno da reforma da Previdência, afirmou hoje o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS).“Não há mudança de postura do PT no tema da Previdência. Vamos trabalhar no sentido da obstrução e estamos definindo algumas emendas supressivas para reduzir um pouco do estrago que está sendo cometido contra a população mais pobre”, comentou.

 

VILÕES DA ECONOMIA

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse hoje (6) que é preciso fazer com que os juros baixos cheguem na ponta, ao consumidor final. O cheque especial e o rotativo do cartão de crédito ainda têm juros muito altos no país. afirmou Campos Neto, ao participar, em Brasília, do evento Como fazer os juros caírem no Brasil?, organizado pelo jornal Correio Braziliense.

 DESBUROCRATIZAÇÃO

A  economia está dando sinais de recuperação  garante o presidente Jair Bolsonaro . Ele tem afirmado ainda  que está trabalhando para desburocratizar e facilitar a vida dos empresários brasileiros. Bolsonaro falou a empresários do setor automotivo durante a abertura do 29º congresso da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em São Paulo.

PERGUNTA BOA

A audiência de conciliação no Supremo Tribunal Federal com a participação de governadores, ontem, deu seis meses para Estados e União fecharem acordo sobre a Lei Kandir. Observações: 1ª) a mesma tentativa ocorreu em 2017 e não teve efeito; 2ª) a União não quer negociação de espécie alguma.A pergunta é se o Supremo vai se impor ou não?

DINHEIRO FÁCIL

O núcleo financeiro do Primeiro Comando da Capital, o PCC, alvo da Operação Cravada deflagrada nesta terça, 6, movimentava de R$ 800 mil a R$ 1 milhão por mês. Segundo a Polícia Federal, os valores são relativos aos gastos da facção com a sustentação da “estrutura de rede montada em volta das cadeias”, além da aquisição de drogas e armas.

AÇÃO DA PF

Cerca de 180 agentes da Cravada cumprem 85 mandados – 55 de busca e apreensão e 30 de prisão – em sete estados – São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Acre, Roraima, Pernambuco e Minas Gerais. Até o momento, a PF fez 28 prisões – oito delas em presídios e duas em flagrante, durante a realização de buscas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *