Bolsonaro confirma Jorge Oliveira para o TCU e Senado marca sabatina de Kassio Nunes

AGORA É OFICIAL

O presidente Jair Bolsonaro confirmou a indicação do ministro da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Oliveira, para o Tribunal de Contas da União (TCU). A sabatina dele na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado está prevista para o dia 20. No dia seguinte, será a vez do desembargador Kassio Nunes, indicado por Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal (STF) ser questionado pelos senadores. As duas indicações devem ser votadas pelo plenário também no dia 20, conforme decidiram hoje os líderes partidários em reunião com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

PERDÃO PRESIDENCIAL

O presidente Jair Bolsonaro demonstrou o seu lado solidário ao anunciar que vai tentar falar com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ainda nesta terça-feira, sobre o caso do motorista Robson Oliveira. Ele está preso há mais de 500 dias por transportar medicamentos proibidos no país a pedido do sogro do jogador de futebol Fernando. Em suas redes, Bolsonaro afirmou que buscará contato com o governo russo para pedir a liberação do brasileiro.

CHEGA DE BAIXARIA

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender seu indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF), o desembargador Kassio Nunes Marques. Bolsonaro afirmou que “acusaram o cara de tudo, parecia até que ele era um dos bandidos mais procurados do Brasil”. A declaração foi feita a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada nesta terça-feira. “Deixo claro que sou passível de crítica, mas não dá para partir para a baixaria também, tá de sacanagem, né”, rebateu o presidente.

MEDALHA A RAMAGEM

O pupilo do presidente Jair Bolsonaro que foi barrado para direção da Polícia Federal, Alexandre Ramagem, foi um dos agraciados com a medalha Mérito Estado-Maior, concedida pelas Forças Armadas. A medalha foi instituída em 2015 e é entregue a militares e civis, brasileiros ou estrangeiros, organizações militares e instituições civis nacionais que tenham prestado serviços relevantes às Forças Armadas. Já tem gente procurando saber o que Ramagem fez de louvável às Forças Armadas. Será mais uma discussão a de desenrolar durante a semana.

BYE BYE MORO

A família do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, está pressionando-o para que saia do Brasil. A intenção é fazer com que o ex-juiz passe um tempo dando aulas de Direito em outro país. Rosângela Moro, mulher do ex-ministro, tem dito que o marido já deu a contribuição que tinha que dar ao país. Ela afirma também que a política partidária não seria o melhor para ele. O próprio Moro já anunciou que não se sente inclinado a disputar um cargo eleitoral. No entanto, o que se comenta aqui em Brasília é que com o fim da quarentena obrigatória, Sérgio Moro estaria com receio de ficar exposto sem a segurança da Polícia Federal. Enfim, pode se dizer que Moro é água passada.

TRUMP VETADO

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sentiu hoje o gostinho de ser cortado pelo Facebook. A rede social removeu uma postagem de Trump na qual ele afirma que a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, é menos letal que a gripe. “A temporada de gripe está chegando! Muitas pessoas todos os anos, às vezes mais de 100.000, e apesar da vacina, morrem de gripe. Vamos fechar o nosso país? Não, aprendemos a conviver com isso, assim como estamos aprendendo a conviver com a Covid”, declarou Trump. O presidente ficou irritado, lógico, mas já se conformou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *