STF trabalhará 100% remoto nas próximas duas semanas

Diante do agravamento da pandemia de covid-19, o Supremo Tribunal Federal (STF) vai funcionar 100% remoto nas próximas duas semanas.

Em nota, o Supremo diz que as sessões plenárias e outras atividades continuarão normalmente, mas sem a presença física do presidente, Luiz Fux, na Corte.

A medida foi tomada pela presidência por recomendação da Secretaria de Serviços Integrados de Saúde do STF, que está sob o comando de Wanderson Oliveira, que era da equipe de Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde.

Fux fez um apelo para que servidores dos gabinetes também mantenham o trabalho remoto. Os ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes, que presidem a Primeira e Segunda Turma, respectivamente, também estavam indo ao Tribunal para as sessões.

De acordo com a Corte, cerca de 90% dos servidores e colaboradores já estavam em trabalho remoto, mas, neste momento, é necessário que haja um esforço mais amplo nesse sentido.

Para Oliveira, “não é o momento de baixarmos a guarda para a covid-19”. “Todos devem se cuidar e cuidar dos outros para evitar a disseminação”, diz a nota do Supremo.

Da redação com o Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *