Promotor de MT compra briga e desperta ira de ministro do STF “opinião”

A revista eletrônica Crusoé, do grupo do site O Antagonista, informa que o promotor Daniel Balan Zappia comprou uma “briga monumental” com Gilmar Mendes.

E, agora, enfrenta a ira do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

A repórter Helena Mader lembra que Zappia enfrenta, há três anos, um processo disciplinar “com ares kafkianos”.

O promotor virou alvo de um procedimento administrativo no Conselho Nacional do Ministério Público por investigar o ministro e seus familiares.

“O questionamento contra o trabalho do promotor se arrasta desde 2018 e, diante das implicações políticas do caso, o CNMP decidiu, na semana passada, prorrogar por mais 90 dias o prazo para dar um veredicto”, diz a reportagem.

Zappia é acusado de “abuso processual” em apurações sobre o uso irregular de agrotóxicos e transgênicos em uma propriedade rural de Gilmar Mendes e seus familiares, em Diamantino (208 km ao Norte de Cuiabá).

OPINIÃO

A verdade sobre o promotor que diz ter “comprado briga” com o ministro Gilmar Mendes”

De acordo com a matéria veiculada no jornal “DIÁRIO de CUIABÁ”, onde o próprio lide desta matéria afirma que o promotor comprou uma briga” com Gilmar Mendes e que agora estaria sofrendo a “ira” do ministro….

“Ora bolas”, desde quando você se defender de um abuso processual através dos meios legais previsto em leis (O CNMP) você estaria agindo com ira?

Quer dizer que antes o promotor que usou e abusou das leis processuais, para aparecer na mídia acusando Gilmar Mendes e seus familiares a época “urrava como um leão faminto” e agora, só porque está respondendo um procedimento legal e administrativo junto ao Conselho Nacional do Ministério público-(CNMP).

Com o devido processo legal e o amplo direitos de defesa, passa “miar como um gatinho ferido de estimação?”

E tenta com isso” vitimizar-se” diante da opinião pública, para além de comover os conselheiros do CNMP; de que ele, um coitadinho de um Promotor de justiça de uma cidade do interior de Mato Grosso,  estaria sendo vítima de uma irada perseguição promovida pelo ministro, que a partir do próximo 05 de julho será por 10 anos, ministro decano da suprema corte do país…Como diria tempinhos atrás o narrador  de futebol global; Galvão Bueno: “pode isso Arnaldo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *