No Senado, votação da PEC dos Precatórios é remarcada para esta quinta

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), aceitou a sugestão do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e remarcou para esta quinta-feira (2/12), em sessão que começa às 9h, a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios.

O novo adiamento ocorre depois de um dia inteiro de tentativas de se chegar a um acordo para a aprovação da proposta, que libera o governo federal de pagar na integralidade as dívidas judiciais e, com isso, abre espaço fiscal para bancar, em 2022, o pagamento do Auxílio Brasil, programa lançado pelo governo em substituição ao Bolsa Família.

Bezerra pediu compromisso de Pacheco em torno da realização da sessão, às 9h desta quinta.

Pacheco concordou e anunciou que a sessão também pioderá ser virtual, como forma de garantir o quorum, visto que muitos senadores costumam viajar para suas bases nas quintas. “Da parte da presidência temos o absoluto senso se urgência dessa PEC, mas acreditamos que hoje possa ser difícil devido ao adiantando da hora”, disse Pacheco.

Antes do Natal

“O governo quer que o auxílio possa ser pago antes do Natal e nós precisamos viabilizar esse pagamento”, disse o líder Fenando Bezerra Coelho.

O líder do PSDB no Senado, Izalci Lucas, que tem ajudado na negociação, concordou com a proposta.

“Tivemos reunião hoje de manha com o governo. Fizemos uma proposta de texto, o governo analisou e restam algumas alterações de redação. O Fernando Bezerra está levando para o governo essa proposta com o compromisso de ser respeitado na Câmara o texto aprovado aqui no Senado”, argumentou o tucano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *