PF intima Bolsonaro a depor sobre vazamento de ataque ao TSE

O clima esquentou na capital do país. A Polícia Federal intimou o presidente Jair Bolsonaro a depor no âmbito do inquérito sobre a divulgação da investigação sigilosa sobre um ataque hacker ao sistema interno do Tribunal Superior Eleitoral em 2018. A apuração foi aberta em agosto, por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, após o chefe do Executivo publicar nas redes sociais a cópia do inquérito e distorcer informações para alegar supostas fraudes nas eleições. A Polícia Federal intimou o presidente Jair Bolsonaro (PL) a depor no inquérito sobre o vazamento de dados de uma investigação sigilosa sobre um ataque hacker aos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral em 2018.

Bolsonaro defendeu, na época, que a divulgação atendeu a interesses públicos. “O que está acontecendo? Ainda querem nos calar, me colocar em inquérito? Um inquérito que interessa para todos nós. Se interessa para todos nós, tem que ser público. Ia ficar escondido até quando esse inquérito lá dentro?”, questionou.

TROCA DE FARPAS

Não se pode prender adversários de políticos amigos, diz Gilmar Mendes | Poder360

Nos últimos dias, o ministro Gilmar Mendes tem se dedicado a desmontar a trajetória farsesca do ex-juiz Sérgio Moro – cuja atuação na Lava Jato foi considerada parcial e suspeita pelo STF. Segundo Gilmar, Moro se tornou milionário em sua fugaz passagem por uma consultoria nos Estados Unidos.

DEU NA MÍDIA

De acordo com a coluna Radar, de Veja, Gilmar tem dito que Moro ficou rico depois de quebrar as empresas brasileiras concorrentes das empresas dos Estados Unidos na Petrobras. Com ironia, o ministro do STF indaga: “O Sérgio Moro juiz mandaria prender o Sérgio Moro consultor?”

DESAFIO

Moro diz 'ter dúvidas' se Bolsonaro e Lula vão aceitar debater com ele em 2022

Já o ex-ministro Sérgio Moro (Podemos) se apresentou como um pré-candidato com “viés liberal” na economia e disse “ter dúvidas” se o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vão aceitar participar de debates com ele na campanha presidencial do ano que vem. “Tem que ver se vai ter debate. Eu me disponho a ir, mas tenho dúvidas se o ex e o atual presidente vão se dispor a ir nessa arena”, disse.

PAUTA FORTE

Rodrigo Pacheco deverá concorrer à Presidência nas eleições de 2022 | Política - Últimas Notícias em Fortaleza e Ceará - O POVO

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado realiza, nesta terça-feira (14), a sabatina dos senadores indicados para uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU). A reunião faz parte do “esforço concentrado” anunciado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para a realização de sabatinas de autoridades indicadas para cargos públicos.
Segundo o presidente da CAE, senador Otto Alencar (PSD-BA), os três indicados devem ser sabatinados na mesma reunião. Após a sabatina na Comissão, os nomes envolvidos na disputa passarão por votação durante sessão do Plenário, por meio de voto secreto em cédulas.

MAIS DERROTAS

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – Wikipédia, a enciclopédia livre

Marido da ministra Flávia Arruda (secretaria de Governo), o ex-governador José Roberto Arruda (PL) sofreu mais uma derrota na Justiça. Com base nas recentes mudanças da Lei de Improbidade, o ex-chefe do Executivo do Distrito Federal pediu a prescrição das penas em ações civis decorrentes da Operação Caixa de Pandora, que o levou a se tornar o primeiro governador preso no exercício do mandato. Mas a 2ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT) rejeitou a manobra.

FERROVIAS

Governo quer dobrar transporte de carga por ferrovias, diz ministro | Exame

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira (13) o Marco Legal das Ferrovias, que prevê novas regras para funcionamento do setor com maior participação do setor privado e menor do Estado. A votação foi simbólica e os destaques, que são propostas que ainda podem mudar o texto final, serão votados a partir desta terça-feira (14).
A principal alteração é a inserção do modelo de exploração por autorização, mais simples do que o processo de concessão, com o objetivo de atrair novos investimentos por meio da ampliação do mercado ferroviário na matriz de transportes do Brasil.

INFORME
Gasolina nas alturas: até quando o preço do combustível vai subir? | Economia | G1
A partir de amanhã (15), o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,19 para R$ 3,09 por litro, uma redução média de R$ 0,10 por litro, anunciou hoje (14) a empresa. “Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço da gasolina na bomba passará a ser de R$ 2,26 a cada litro em média. Uma redução de R$ 0,07”, informou, em nota, a companhia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *