Moro pede à defesa de Lula que apresente originais de recibos

Por Letícia Valadares

O Juiz Sérgio Moro pediu, nesta segunda-feira (9), para que a defesa do ex-presidente Lula esclareça se possuiu os originais dos recibos de aluguel do apartamento 121, do edifício Hill House, que é vizinho do imóvel onde o petista mora, em São Bernardo do Campo (SP). Caso seja constatado a existência do documento, o juiz determinou que eles sejam entregues.

A propriedade do imóvel faz parte da denúncia apresentada pelo Ministério Publico Federal (MPF), que acusa o político de receber propina da Odebrecht. Segundo a denúncia, o apartamento foi comprado à pedido do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, por Glaucos da Costamarques. O apartamento é alugado pela família de Lula há vários anos. A Lava Jato afirma que não houve pagamento de aluguel entre fevereiro de 2011 até novembro de 2015.

A defesa do ex-presidente apresentou em 25 de setembro, documentos que contestam a versão dos procuradores. Os advogados, anexaram recibos de pagamentos e um contrato da ex-primeira dama Marisa Letícia com Glaucos da Costamarques, que é o proprietário do imóvel no cartório. Desse comprovantes, dois apresentam datas que não existem no calendário, parte dos documentos apresentam erros de ortografia.

O Ministério Publico entrou com um incidente de falsidade, em outubro, para apurar a autenticidade dos recibos. Os procuradores afirmam que os comprovantes são ‘ideologicamente falsos’ e pediram perícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *