TCU bloqueia bens da ex-presidente Dilma Rousseff

Por Letícia Valadares

O Tribunal de Contas da União (TCU) bloqueou os bens dos ex-membros do Conselho de Administração da Petrobras, nesta quarta-feira (11), por conta da atuação na aquisição da refinaria de Passadina, no Texas (EUA). Entre os membros estão a ex-presidente Dilma Rousseff, Antonio Palocci, do ex-presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli, Claudio Luis da Silva Haddad, Fabio Colletti Barbosa e Gleuber Vieira. O bloqueio tem validade de um ano, mas ainda cabe recurso da decisão.

Os bens de todos, ficarão indisponíveis até que chegue ao valor de US$ 580 milhões, pois o valor do bloqueio é solidário. A área técnica da de contas da Corte, explicou que o bloqueio vale até que o TCU condene ou absolva os citados.

A decisão do Tribunal, atinge a diretoria colegiada da petroleira que aprovou, em 2006, a aquisição de US$ 580 milhões à estatal. O relator do processo, ministro Vital do Rêgo, acatou as recomendações de bloqueio que foram feitas por técnicos do tribunal e pelo Ministério Público, junto ao TCU.

A ex-presidente Dilma foi favorável à compra de 50% da refinaria, em 2006, quando ainda era ministra da Casa Civil e comandava o Conselho de Administração Pública da Petrobras.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *