Senadores querem convocar Queiroga para detalhar programa de vacinação

Rio de Janeiro – Senadores que integraram a CPI da Covid querem convocar o ministro Marcelo Queiroga para prestar esclarecimentos sobre a programação de vacinação dos brasileiros contra o coronavírus para os próximos anos.

Os parlamentares quem saber se os institutos de pesquisa brasileiros têm capacidade para produzir doses suficientes para manter a população imunizada.

Outra questão que chama atenção, segundo os senadores, é a necessidade de fiscalizar novos contratos que deverão ser firmados para compra de imunizantes.

“No governo de Jair Bolsonaro temos que trabalhar com aquela máxima bíblica que indica ‘orai e vigiai’, por isso temos que vigiar todos os dias, todas as ações. Por isso, vamos convocar o ministro para dar essas explicações fundamentais sobre o que vem daqui para frente”, diz o senador Randolfe Rodrigues.

Ainda segundo o senador que foi vice-presidente do colegiado, causaram surpresa o fato de a Coronavac não estar incluída no Plano Nacional de Imunização e a informação de que sua contratação será suspensa.

“Ficamos muito incomodados com a informação de que a contratação de Coronavac, embora o Butantan disponha de 15 milhões de doses, foi suspensa. Não nós acostumamos com o procedimento macabro que o governo dá como continuidade”, disse.

O senador também afirmou que, além da vigilância, é preciso punir os culpados pelas irregularidades nos contratos já investigados.

“É necessário dos órgãos de controle deem sequência ao relatório da CPI que fez um trabalho de seis meses reunindo as informações necessárias para os indiciamentos e para fundamentar as investigações. Tem que haver a responsabilização (…) se não vigiar e não punir, o delito voltará”, avalia Randolfe.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *