Senado tem apoio para votar a favor de Aécio

Por Gabriela Mestre

Com supervisão de Lucas Lyra

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar o senador Aécio Neves (PSDB) do seu cargo como senador, o plenário do Senado decidiu, nessa quinta-feira (28), votar a determinação do Supremo. O afastamento recebeu críticas não apenas do PSDB, como também do Partido dos Trabalhadores (PT), que avaliou a atuação do STF como “esdrúxula”. Senadores parceiros do partido de Aécio alegaram inconstitucionalidade na acusação do Supremo, que denuncia o senador por corrupção ativa e obstrução e Justiça.

O ministro do Supremo, Luiz Fux, qualificou o aparente apoio ao senador como “clima artificial de solidariedade e comiseração”. O ponto convergente entre os dois partidos foi, justamente, o pedido para que o Senado Federal se manifestasse em relação ao requerimento do STF, que determinou recolhimento noturno do senador e entrega do passaporte. Apesar do consentimento, na mesma nota que alegou a decisão do Supremo como um sintoma de “hipertrofia do Judiciário”, o PT ressaltou seu desagrado em relação ao tucano. “Aécio Neves é um dos maiores responsáveis pela crise política e econômica do país e pela desestabilização da democracia brasileira”, constava a nota.

A articulação para que Aécio se mantenha é sustentada, inclusive, pelo próprio Presidente Michel Temer (PMDB), que se reuniu com o senador Romero Jucá (PMDB) para debater sobre o assunto. A votação do Senado possivelmente será feita na próxima terça-feira (3).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *