Ministro Gilmar Mendes concede entrevista totalmente esclarecedora sobre a Lava Jato ao colunista Tales Faria do portal UOL   

O ministro do STF Gilmar Mendes, concedeu na última sexta-feira (12) uma entrevista totalmente esclarecedora ao colunista Tales Faria do portal Uol, sobre a força tarefa da operação apelidada de “Vaza Jato”, comandada pelo ex-juiz Sergio Moro e Deltan Dallagnol em Curitiba.

Na entrevista, questionado sobre as atitudes do procurador e do ex-juiz federal, o ministro comparou a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba com um verdadeiro “esquadrão da morte”.

Gilmar também criticou duramente o grupo de procuradores e o ex-juiz Moro, que contribuíram para o julgamento e condenação à prisão do ex-presidente Lula (PT).

“Acho tudo isso lamentável, todos nós de alguma forma, sofremos uma manipulação disso que operava em Curitiba”.

Ainda de acordo com o ministro do STF, “é preciso fazer as correções devidas, consertos e reparos para que isso nunca mais se repita, e que o ex-presidente Lula, é digno de um julgamento justo”.

Gilmar Mendes também disse que a operação Lava Jato atuou sem supervisão da Procuradoria-Geral da República (PGR) e que Moro parecia um chefe da operação.

“É hora do Congresso se debruçar sobre as leis organizacionais do Ministério Público para de fato, ter algum tipo de controle político sobre essa instituição”, ressaltou.

O ministro ressalta também que o monitoramento da vida do ex-presidente Lula, como fez a Lava Jato, é totalmente ilegal.

“Eles monitoraram passo a passo a vida do Lula e tinham um modelo de comunicação com a PF que dizia minuto a minuto o que ele iria fazer. Isso não tem respaldo na lei, não é assim que se faz interceptação telefônica, e assim se fez.” Concluiu.

Assista AQUI na integra ao vídeo com a entrevista esclarecedora conduzida pelo colunista Tales Faria Portal UOL.

 

Do portal UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *