Bruno Funchal é premiado um dia após demissão, mas não vai à cerimônia

O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, foi um dos escolhidos, na manhã desta sexta-feira (22/10), para receber a medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico, concedida pelo Ministério da Defesa. Funchal, no entanto, não compareceu na cerimônia. Ele e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram demissão dos cargos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, na quinta-feira (21/10).

Entregue pelas mãos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pelo ministro da Defesa, Walter Braga Netto, a medalha contemplou mais de 50 pessoas, entre ministros, deputados, assessores do governo e outras personalidades políticas. A premiação foi publicada no Diário Oficial da União no dia 24 de setembro deste ano.

O compromisso não fazia parte da agenda oficial do secretário. A equipe dele havia avisado no dia anterior que Funchal não compareceria ao evento. Mesmo assim, o governo anunciou o nome do ex-secretário durante a solenidade, que ocorreu na Base Aérea de Brasília.

Ao Metrópoles, a assessoria de comunicação de Funchal confirmou que ele não compareceu ao local. Daqui para frente, o secretário deixará aos poucos a agenda do governo. Seguindo apenas com “despachos internos” no ministério da Economia. De acordo com o comunicado, “o foco agora é em uma transição tranquila”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *